eu mesma em outro lugar

16 nov

Abri a porta e era o mundo
Botei os pés pra fora e era a vida
Andei e era o indefinido
Respirei e era o infinito
Acendi um cigarro e era o vício
Bebi no gargalo o vinho barato e era o hábito
Peguei o caderno e era a necessidade
Rabisquei algumas frases e era a mesmice
Não quis voltar pra casa
Não quis parar de beber
e era eu mesma novamente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: